Despida

Chadwick Tyler - Despida

Foto: © Chadwick Tyler

Sinto-te a olhares-me impávido,
Sem perceber o porquê,
Vejo-te cheio de defesas,
Eu completamente despida,
Sem armas para te enfrentar –
Quero-te assim;
Quero-te amar.

Sinto que queres o meu corpo,
Vejo e sinto o teu desejo ardente,
Num controlo desmesurado,
Sem precedentes, inusitado.

Se me queres toma-me,
Sou tua por completo,
Mas tens de saber;
Sim, tens de saber
Um segredo:
Sou um bilhete sem volta.

Despida, nua perante ti,
Aqui, agora, sou toda tua,
Tu serás meu se assim
Quiseres e conseguires:
O nosso amor será
A nossa eterna prisão;
O nosso amor será
A nossa eterna liberdade.

Vem, despe-te tu também,
Atira-te de cabeça
Para o abismo do nosso amor,
Vem até mim e ama-me
Como nunca amaste ninguém.

Anúncios

One response to “Despida

  1. Como sempre ..brilhante. Sedução, sensualidade e erotismo com uma grande subtileza nas palavras. Obrigada pela partilha. Um abraço fraterno.
    Rosária Marques

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s