Sentimentos

Amor Eterno - Paulo Mendonça Photography

Foto: © Paulo Mendonça Photography

Hoje vou levar-te para o desconhecido,
Vou pegar em ti, impedir a tua vontade,
Seja ela qual for e embarcar contigo,
Só nós os dois rumo ao desconhecido:
Quero um momento a sós contigo,
Perdidos, longe do turbilhão das gentes.

Não aceito uma resposta negativa,
Vou pegar em ti, raptar-te só hoje,
Porque merecemos um momento sós,
Preciso de falar seriamente contigo.

Agora que chegamos aqui,
A este lugar onde podemos respirar,
Ver a água que nos rodeia,
Sentirmo-nos à deriva do mundo,
E simultaneamente entreligados,
Vamos decidir o nosso futuro:
Vamos? –
Eu quero, e desejo que aceites.

Ajoelho-me aqui, agora, perante ti,
Neste local remoto que passará a ser nosso,
Dotado de um significado que nos transcende –
Quero que seja minha e vais ser, estou confiante.

Amo-te perdidamente, sofregamente,
De uma forma irresistível e irracional:
És a única pessoa que me completa;
És o meu mundo, e eu quero ser o teu:
Aceitas-me? –
A resposta fica em suspenso,
Mas tu sorris, piscas o olho,
Segredas-me ao ouvido:
Sim!

Este é o início das nossas novas vidas,
Diferentes de todas, distanciadas das demais,
Hoje passas a ser minha,
E eu teu, até ao fim dos nossos dias.

Anúncios