Confissão Maquiavélica

Confissão Maquiavélica

Foto: © Diogo Ferreira

Armado em menino bem comportado,
Aqui vou eu no périplo noturno,
Na conquista interminável,
Longa e desgastante
Que é encontrar-te, onde quer que estejas.

Pressinto que hoje vai ser o dia,
Que hoje nem sequer preciso armar-me,
Sei que hoje tu ficarás presa à minha rede,
Atraída por algo que jamais perceberás:
Hoje serás a minha vítima –
Ainda não sabes o que te vai acontecer.

Hoje vais sofrer a mais longa noite,
Aquela que não terá fim,
Que nunca sequer imaginaste,
Nem nas tuas mais loucas fantasias;
Hoje vais sofrer uma paixão arrebatadora:
Esta noite vais sofrer comigo!

Vais subjugar-te a meus pés,
Entregar a tua alma numa bandeja,
E oferecer-me o teu coração exposto:
Hoje vais sofrer a paixão da tua vida;
Hoje vais sentir-me (te) avassaladoramente.

Anúncios